Três aeroportos do Brasil receberão o ILS CAT 3

Três aeroportos irão receber sistema de pouso por instrumentos (ILS CAT 3)

   É comum ouvir que o “aeroporto está operando por instrumento”. Isso acontece quando as condições climáticas não são boas e o Sistema de Pouso por Instrumentos (ILS) entra em ação. O sistema, que auxilia o piloto durante o pouso quando a visibilidade é baixa, está implantado em 32 aeroportos do Brasil. E a previsão é que os aeroportos Londrina (PR), Campina Grande (PB) e Vitória (ES) passem a contar com o aparelho em breve. O próximo aeroporto a receber a tecnologia é o de Vitória.

   Existem três tipos de ILS (categorias 1, 2 e 3), que são instalados conforme a necessidade e as características de cada região. 28 (de acordo com o mapa são 31) aeroportos contam com o equipamento de categoria 1; quatro (de acordo com o mapa são 6) de categoria 2. Os aeroportos de Guarulhos (SP), Galeão (RJ) e Curitiba (PR) serão os primeiros do país a receber o ILS CAT 3. Guarulhos, o maior aeroporto do país, deve ser o primeiro deles a receber o moderno aparelho utilizado em vários aeroportos ao redor do mundo.

   Os últimos aeroportos que receberam investimentos em relação ao ILS foram os de Porto Alegre (RS) e Joinville (SC).

   O ILS CAT 2 do Aeroporto Internacional Salgado Filho (RS) começou a funcionar em 20 de junho, após homologação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Assim como os demais aeroportos do Sul do Brasil, o Salgado Filho sofre com intenso nevoeiro entre os meses de maio e agosto, período de inverno. Com a novidade, o aeroporto deve diminuir em pelo menos 30% o tempo em que permanece fechado devido ao mau tempo.

   Sete dias depois foi a vez de Joinville receber o primeiro vôo com auxilio o ILS CAT 1. Até então, o aeroporto não contava com aparelhos deste tipo. A partir de agora, a expectativa é reduzir em pelo menos 60% o fechamento do aeroporto por causa de mal tempo.

   Até 2015, Curitiba deve concluir a ampliação do seu sistema, podendo diminuir em pelo menos 13% o tempo em que permanece fechado. A melhora no Galeão, no Rio de Janeiro, que também chegará à categoria 3 de ILS poderá diminuir em 50% este tempo.

O aparelho

   O ILS é um sistema composto por equipamentos eletrônicos instalados na pista e nos aviões, que praticamente guia o piloto até o pouso quando a névoa encobre o horizonte.

   A instalação – ou a modernização – de um aparelho deste requer um grande investimento. É necessária uma série de melhorias na infraestrutura do aeroporto, além da aquisição de equipamentos de suporte e mudanças na área operacional. Além disso, as tripulações e as aeronaves devem acompanhar as mudanças para estarem compatíveis com o novo aparelho do aeroporto.

   A Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC) tem coordenado este trabalho junto a outros órgãos aeroportuários para agilizar ao máximo a instalação desses aparelhos quando necessário.

Santos Dumont

   Apesar de sofrer constantemente com o mau tempo, o Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, não conta com ILS devido à geografia dos arredores do terminal. O aeroporto conta com vários outros sistemas que auxiliam o piloto quando o tempo está ruim.