Procedimentos de Altímetro

Introdução

   Para permitir uma separação vertical idêntica entre aeronaves, é utilizado um
ajuste padrão durante o vôo em cruzeiro, pois, mesmo que existam variações de pressão
entre localidades diferentes, todas as aeronaves estarão com o mesmo ajuste e
conseqüentemente, a mesma separação entre si.
No entanto, este “erro” deve ser corrigido em baixas altitudes, pois cada
Hectopascal representa um erro altimétrico, e uma aeronave voando próximo ao solo com
diferença de ajuste no seu altímetro, está sujeita a colidir com o terreno.

Definições
  • QNH (ou ajuste de altímetro) – é a pressão em determinado aeródromo. Indicada no METAR.
  • QNE – pressão padrão 1013hPa ou 29,92pol.
  • Altitude de transição – indicada nas cartas de subida e de aproximação por instrumentos. Varia em cada aeródromo brasileiro.
  • Nível mínimo de espera – nível imediatamente superior ao nível de transição.
  • Nível de transição – definido pelo órgão ATC, de acordo com a tabela abaixo:

   /            Modelo conforme a determinação de nível de transição    /
   /     Altitude de transição /                      Nível de transição             /
   / Pés FT/ de942.2 / De959.5A/De977.2A/De995.1A/DE 1013.A3 /
   /              / A 959.4 / 977.1        / 995.0         / 1013.3      / 1013.6 /
   /   2000     / FL45     / FL40         / FL35         / FL30         / FL 25 /
   /   3000     / FL55     / FL50         / FL45         / FL40         / FL35 /
   /   4000     / FL65     / FL60         / FL55         / FL50         / FL45 /
   /   5000     / FL75     / FL70         / FL65         / FL60         / FL55 /

   OBS; Para se determinar o nível de transição, deve-se observar, na coluna de esquerda, qual a altitude de transição dp aeródromo e ler o nível de interseção da mesma linha com a coluna correspondente ao valor do QNH do momento.

   Em algumas aeronaves e alguns países, o ajuste de altímetro pode ser dado em
polegadas de Mercúrio, e para isso, existe uma tabela de conversão, apresentada na
página seguinte. No Brasil, o padrão a ser informado é em Hectopascais (hPa).

Decolagem e subida

   O ajuste de altímetro (QNH) será informado às aeronaves no momento da
autorização de táxi antes da decolagem e também estará disponível no ATIS do
aeródromo, caso este o possua. O altímetro será ajustado com o QNH até passar pela
altitude de transição, indicada nas cartas do aeródromo, quando irá ajustar QNE
(1013hPa).
   Portanto, a posição vertical de uma aeronave será expressa em altitude enquanto
estiver ajustada com QNH, abaixo da altitude de transição, e como nível de vôo quando
estiver ajustada com QNE, acima da altitude de transição.

Vôo em Cruzeiro

   Todas as aeronaves voando em cruzeiro em rota, acima da altitude de transição
do aeródromo de decolagem e mantendo pelo menos 3000 pés acima do terreno, deverá
voar usando o ajuste padrão QNE 1013hPa. A utilização de ajustes altímetro iguais,
permite que as aeronaves “surfem” as ondas de pressão. No entanto, alterações nos
ajustes altímetro durante o vôo podem provocar conflitos de tráfego, como demonstrado
na figura da próxima página.

Exemplo: Cada linha separada por nível de võo.
  •                                                                         QNH:1014
  •                                                                         QNH:1012
  • QNH1014 (Avião ) >                      < ( Avião ) QNH1010
  • QNH1012                                                                         
  • QNH1014                                                                         
   Controladores e pilotos devem estar atentos em vôos que decolem de altitudes
baixas, próximas ao litoral, para vôos em rota abaixo da altitude de transição. Este tipo de
vôo geralmente é visual (VFR), portanto é necessária maior atenção ao passar por
regiões montanhosas, devido à proximidade do terreno e a defasagem do ajuste QNH em
relação ao QNE ao longo da rota.

    Aproximação e pouso:

       O ajuste de altímetro será informado às aeronaves assim que elas tenham sido
    autorizadas a descer abaixo do nível de transição. As aeronaves em descida deverão
    ajustar QNH (a pressão atmosférica do aeródromo presente no METAR) assim que
    passarem pelo nível de transição, ou a qualquer momento que o ATC achar conveniente,
    a fim de manter a separação entre elevações ou outras aeronaves.
    Importante ressaltar que em algumas STARs, o ponto de ajuste QNH é
    previamente fixo e definido na carta, acima do nível de transição.